Revitalização do primeiro trecho da orla do Guaíba atinge 78% de conclusão

Os trabalhos ocorrem em um trecho de 1,3 quilômetro entre a Usina do Gasômetro e a Rótula das Cuias

Em fevereiro, postes de iluminação e passarelas ainda não estavam 100% concluídas Foto: Carlos Macedo / Agencia RBS

Em fevereiro, postes de iluminação e passarelas ainda não estavam 100% concluídas
Foto: Carlos Macedo / Agencia RBS

Um ano e meio depois da autorização para o começo das obras, a revitalização da orla do Guaíba atingiu 78% de conclusão. Os trabalhos ocorrem em um trecho de 1,3 quilômetros entre a Usina do Gasômetro e a Rótula das Cuias. As informações são do Blog Estamos em Obras.

Até o momento já foram investidos R$ 36,22 milhões (R$ 36.222.284,08). O recurso usado é proveniente de financiamento da Corporação Andina de Fomento (CAF). O consórcio Orla Mais Alegre, das empresas Procon, Sadenco e SH Estruturas Metálicas, é o responsável pela revitalização, ao custo aproximado de R$ 65 milhões.

A ordem de início para revitalização da orla foi dada em outubro de 2015. As obras deveriam terminar em abril de 2017, mas a conclusão foi adiada para outubro.

Até o momento, apenas a construção da praça Júlio Mesquita foi concluída e inaugurada. De acordo com a Secretaria Municipal de Infraestrutura e Mobilidade Urbana, não há chance de outra entrega parcial da obra. A concessão dos espaços gastronômicos está sendo estudada pela Secretaria de Parcerias Estratégicas.

Confira o andamento de cada uma das obras do 1º trecho da revitalização:

Concluídas

– Passarelas: 100%
Estrutura metálica que adentra o rio, para passeio e contemplação de flora aquática nativa.

– Praça Júlio Mesquita: 100% (inaugurada)
Praça em frente à Usina, revitalizada através da obra da orla.

– Postes inclinados: 100%
Postes imponentes inclinados em 25° destinados a iluminação pública de todo o complexo.

Em andamento

– Deck’s: 95% (deck 1 e 2 acabado; 3 em 75%; 4 em 95%)
Estrutura de grande dimensão, que avança sobre a água, com piso em madeira Itaúba, destinada a contemplação do rio e do pôr do sol.

– Ancoradouro: 84%
Estrutura de grande dimensão, situada atrás da Usina, que avança sobre a água, com piso em madeira Itaúba, destinada a receber embarcações.

– Reservatório: 80%
Estrutura metálica de 23 metros de altura destinada a reservar água para abastecer todo o complexo, revestida em aço Cortein perfurado.

– Edificações: 72%
Compreendem 4 bares, 2 ambulantes, 1 vestiário e 1 Segurança. Todas as edificações são térreas ao nível próximo do rio e suas coberturas de concreto funcionam como mirantes ao nível Av. Edvaldo Pereira Paiva.

– Elementos de Infraestrutura: 70%
Redes de energia elétrica, água, esgoto, pluvial e gás natural.

– Bar Quase Meia Noite: 58%
Restaurante circular com piso, teto e fechamentos laterais em vidro.

– Passeios: 35%
2 Ciclovias (uma no nível da Edvaldo outra no nível do rio) e pavimentações gerais, incluindo um piso iluminado em fibra ótica e pavimentação em concreto em todo entorno da Usina do gasômetro.

– Arquibancadas: 35%
Estruturas em concreto armado destinadas a contemplação e acesso ao rio.

– Bilheteria: 30 %
Edificação que engloba a antiga tremonha, projetada para servir de bilheteria ao ancoradouro, revestida em vidro e aço Cortein perfurado.

– Implantação Vegetal: 22%

Ainda não começaram

– Restauração das Quadras Esportivas: 0%
Ainda não iniciaram os serviços de restauração de obras e construção de quadras esportivas. Conforme planejado, os referidos serviços devem ser executados na fase final da obra.